Mapa de Atuação da Rede Blogs do Ceará

http://3.bp.blogspot.com/-_AFaHjIsxkw/TdVWEdC6R0I/AAAAAAAAXQg/BJ4y3nC8rDo/s1600/redeblogsdoceara2.jpg

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Câmara Municipal de Acopiara foi a única no Brasil onde os vereadores de oposição votaram contra o reajuste de 8,5% para o magistério


A Câmara Municipal de Acopiara entra definitivamente para a história como a única no Brasil a votar contra um reajuste de salário para os professores. Diga-se de passagem: os professores e o sindicato da classe estavam satisfeitos com o índice. 

 O reajuste de 8,5% sobre o vencimento do magistério foi proposto pela Prefeitura Municipal de Acopiara através de um Projeto de Lei que tramitava na casa desde o início de março. O fato histórico ocorreu hoje (23) e foi protagonizado pelos vereadores de oposição, com exceção do vereador Ronaldo Morais (PCdoB) que votou pela aprovação. 

 Os edis ligados ao ex-prefeito de Acopiara chegaram a afirmar que só votariam no projeto se o artigo 2º da Lei fosse suprimido, ou seja, desautorizando o atual gestor a dá reajuste a partir de 2015 através de Decreto. 

 É importante salientar que após um amplo debate entre os parlamentares o tal artigo foi suprimido do projeto a partir de uma emenda da vereadora Simone Vieira. Inclusive, a emenda foi aprovada com os votos dos vereadores de situação Simone Vieira, Lindomar Rodrigues, Janaína Holanda, Jurdan Teixeira, Zé Estênio, Eduardo Gaspar e Ronaldo Morais, oposição. 

 Em seguida o presidente interino da casa, vereador Vicente Júnior colocou o Projeto de Lei para discussão. Sem discussão o Projeto foi para votação. Votaram a favor: Simone Vieira, Lindomar Rodrigues, Janaína Holanda, Jurdan Teixeira, Zé Estênio, Eduardo Gaspar e Ronaldo Morais, oposição. 

 Contra: Itamar Feitosa, Will Almeida, Cícero Ramos, Mundoca, Cicinho de Otaviano e Josefa Marly. Como o vereador Vicente Júnior presidiu os trabalhos o voto dele só seria computado em caso de desempate (apesar de ser contrário a Lei). 

O Projeto só seria aprovado com anuência de dois terços da câmara. A vereadora Lara Teixeira não participou da sessão, pois, estava viajando. 

Em tempo

Há quem diga que antes da sessão os vereadores de oposição se reuniram com o ex-prefeito da cidade e a ordem foi votar contrário o benefício para os professores sob pena de retaliação. Recentemente, o ex-prefeito fez sérias ameaças a seus vereadores em programa de rádio. 

 Relembre o áudio:

Peça de teatro no SESC Crato aborda memória do Golpe Militar de 1964



Vencedores do prêmio Shell 2013 de São Paulo na categoria melhor atriz, Fernanda Azevedo (foto) e a Kiwi Cia. de Teatro chegam ao Crato para iniciar, neste dia 23, uma curta temporada da peça "Morro como um país - Cenas sobre a violência de estado", que fica em cartaz no SESC Crato até o dia 24 de maio. Com roteiro e direção de Fernando Kinas, o solo esmiúça os elementos constitutivos da ditadura brasileira e de outras ditaduras do século XX, e os relaciona com o presente.

SERVIÇO
MORRO COMO UM PAÍS, COM A KIWI COMPANHIA DE TEATRO (S. PAULO)
HOJE E AMANHÃ (SEXTA E SÁBADO, 23 E 24/05)
NO SESC CRATO, ÀS 20 HORAS
INGRESSOS GRATUITOS

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Reunião com autoridades debate atos de racismo e direcionamentos para questões relacionadas a estudante da URCA



A Reitora da Universidade Regional do Cariri (URCA), Professora Otonite Cortez, e o Vice-Reitor, Patrício Melo, estiveram reunidos com membros da Comissão de Direitos Humanos da Universidade e o Presidente da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB Subsecção de Crato, além de representante do curso de História da URCA e Pró-Reitores, para tratar sobre questão de ato de racismo praticada contra aluno da Instituição. O aluno tratado no caso justificou sua ausência da reunião e esteve representado pela estudante Vanusa Ferreira.

Na ocasião foram debatidas as ações, algumas delas já sendo executadas pela Universidade, no intuito de combater atos de discriminação e preconceito dentro da URCA, assim como promover uma política de conscientização. Segundo o membro da OAB, Frederico Lemos, é importante que sejam efetivadas as ações educativas e de conscientização, mas não compete à URCA realizar assistência judicial ou mesmo psicológica.

A Reitora destacou ações que já vêm sendo efetivas, e ressaltou a criação de uma Comissão de Sindicância para apurar o caso, além da Comissão de Direitos Humanos da URCA, cuja presidente é a Professora do Curso de Direito, Francisca Edineusa Pamplona. Na ocasião, disse que serão encaminhados ofícios para a Secretaria de Desenvolvimento Social de Juazeiro do Norte, direcionado à Coordenação da Proteção Social Especial de Média e Alta Complexidade, com solicitações para suporte psicológico para o aluno. O ofício será encaminhado em nome de Kátia Lopes, coordenadora de Proteção Social. Além disso, a Reitora chegou a disponibilizar o acompanhamento da assessoria jurídica da Instituição ao aluno, para registrar um Boletim de Ocorrência junto à delegacia. Mas, até o momento, o próprio alunos ainda não se manifestou nesse sentido. Ele chegou a ser recebido pela Reitora, no Gabinete da Universidade.

“A história de vida dos que compõe a Administração Superior da URCA, dentro e fora de Instituição, desautoriza a acusação de omissão em qualquer situação de ofensa ou crime contra os direitos humanos”, disse a Reitora. Desde que foi comunicada de atos de racismo, e homofobia, no ano passado, conforme a Reitora, se instalou a problemática institucionalmente. Inclusive, a URCA chegou a criar e instituir o 6 de maio como o Dia Institucional de Combate ao Preconceito e à Discriminação, inserido no calendário acadêmico.

Ações de conscientização e combate ao preconceito e discriminação

A universidade publicou no site institucional nota de repúdio ao ato de preconceito praticado contra o aluno, no final de março, além de propor um programa interdisciplinar de combate ao preconceito. O ato chegou a ser comunicado pela administração da Universidade, à Secretaria Nacional da Igualdade Racial, além de solicitar material educativo para distribuição na URCA.

 No âmbito do enfrentamento, foram realizadas reuniões para debater ações nesse sentido, com representantes de departamentos, incluindo os coordenadores de cursos. Outro aspecto importante foi a instalação de uma comissão de sindicância, que teve o seu prazo de atuação ampliado. Formada por professores e alunos, cada um dos componentes poderia solicitar reunião do grupo. O aluno vítima de preconceito e ameaças chegou a ser chamado para auxiliar nos trabalhos, mas não compareceu. A Comissão de Direitos Humanos da URCA foi restabelecida durante reunião realizada na última terça-feira, 13.

Para a reunião com autoridades constituídas realizada na última terça-feira, ainda foram convidados delegado, defensor público, Ministério Público, além dos diretores de Centro de Humanidades e a chefia de Departamento do Curso de História. Segundo a Reitora, cada instituição deve atuar dentro dos marcos de sua competência. “Agiremos nesse caso, como estamos fazendo, com serenidade e a maturidade, no qual deve se pautar o gestor de um órgão público”, destaca.

Além das ações educativas realizadas por vários cursos, departamentos e grupos de pesquisa, a URCA está desencadeando ações educativas, importantes para a desconstrução do preconceito e pela afirmação dos direitos humanos. Nos dias 15 e 16 de maio, acontece o I Encontro de Estudos e Pesquisas em Direitos Humanos Fundamentais. O evento é promovido pela URCA, por meio do Grupo de Estudos e Pesquisas de Direitos Humanos Fundamentais e os cursos de pós-graduação em Direito Administrativo, Direito Processual Civil, Direito das Famílias, Direito Previdenciário e Trabalhista.

Fonte: URCA

Mais informações:
Telefones: (88) 3102-1212 - 8812.5525 ramal 2617
www.urca.br
Como Participar da Rede Blogs do Cariri Para participar da Rede Blogs do Cariri, você precisa inserir 3 códigos html em seu BLOG: Código de Membro da Rede: Basta inserir o código abaixo na aba direita do seu Blog, que o identificará como membro. Todos os sites da rede, inclusive o site central possuem esse código, que faz aparecer um pequeno selo que diz "Este Site faz parte da Rede Blogs do cariri". Esta logomarca é quem identificará as atualizações que seu site teve nas últimas horas e atualizará nosso banco de dados automaticamente, gerando mais publicidade para seu site. Sites atualizados garantem mais visitas e mais publicidade. O código está em linguagem HTML e deve ser inserido na aba direita como novo elemento HTML do seu Blog. O código pode ser baixado do link abaixo: http://www.instrumentalbrasil.com/redeblogs/codigologo.txt O Código de Classificados: O segundo código é o dos classificados da Rede. Um dos grandes objetivos da Rede Blogs do cariri é promover a integração do Cariri e Centro-Sul do estado do Ceará. Criamos um sistema de classificados e Mural, no qual os internautas de várias cidades podem se comunicar entre si, e divulgarem seus produtos, serviços, mesmo de quem nem faz parte da Rede. Isso é muito importante para promover a integração. Adicione o código HTML dos classificados abaixo também na aba lateral do seu Blog. O Cariri, o vale do Salgado e Centro-Sul ficarão integrados. Todos os Blogs da rede devem colocar os classificados, assim, todos saem se beneficiando, pois classificados atraem internautas. O código pode ser baixado aqui: http://www.instrumentalbrasil.com/diversos/muraldeclassificados.txt O MAIS IMPORTANTE: É necessário a colocação do Código da Rádio Chapada do Araripe, que pode ser pego no link abaixo: http://www.instrumentalbrasil.com/redeblogs/codigoplayer1.txt Dihelson Mendonça Contatos: blogdocrato@hotmail.com www.blogdocrato.com